Combate em massa pessoalizado

Entendo o apelo do combate em massa. Guerra em larga escala, o futuro de um reino em jogo, muitos inimigos, cerco de Minas Tirith, etc. etc. etc. Mas, ao mesmo tempo, acho que esse conceito de controlar um exército vai de encontro ao propósito do RPG, que é o de controlar um personagem e viver esse personagem dentro da aventura.

Apesar de ter desenvolvido para o companion do Old Dragon regras para combate em massa, a minha preferência é de pessoalizar o evento guerra, mantendo o foco nos personagens ao invés de ampliar o escopo e focando em unidades e grupos. Na minha campanha do Old Dragon utilizei um sistema bastante simples mas bem interessante, e que funcionou muito bem (vocês podem ler relatos dessa campanha aqui).

Primeiro vou contextualizar a situação para depois explicar como gerenciei a guerra. A cidade-base dos personagens, Stonekeep, estava sofrendo um cerco de uma tribo de trolls de fogo (que, quando atingidos por fogo, não sofrem dano não regenerável, pelo contrário, são curados) e por um dragão vermelho. Os jogadores decidiram focar no dragão, então o resto do cerco corria como pano de fundo.

Ao organizar a iniciativa (rolo uma iniciativa por combate ao invés de rolar a cada turno, como as regras padrão do Old Dragon), coloquei por último algo que chamei de evento de cerco. Esses eventos de cerco representam aquilo que está acontecendo fora da ação principal dos personagens, mas que podem determinar o futuro da cena como um todo. Quando chega a vez desse evento, rolo 1d30 e comparo com a seguinte tabela:

1 MONSTROS DO ZOO FOGEM
2 TROLLS SE DESLIGAM DA BATALHA E ATACAM OS PERSONAGENS
3 ZAKK SENDO ATACADO
4 CAPITÃO INIMIGO DERRUBADO
5 MAGIA DE CURA
6 MAGIA DE CURA
7 MAGIA DE CURA
8 BOLAS DE FOGO INIMIGAS
9 ONDERON SENDO ATACADO
10 LÍDER DOS TROLLS MORRE
11 DRAGÃO SE SEPARA DO COMBATE (INCÊNDIO, MORTES E CURA TROLLS)
12 ANSELOK SENDO ATACADO
13 BOLAS DE FOGO INIMIGAS
14 DRAGÃO SE SEPARA DO COMBATE (INCÊNDIO, MORTES E CURA TROLLS)
15 MURALHA PARCIALMENTE RESTAURADA
16 NOVA FISSURA NA MURALHA
17 ATAQUE ARCANO EM MASSA
18 ATAQUE ARCANO EM MASSA
19 MAGIA DE CURA
20 TROLLS SE DESLIGAM DA BATALHA E ATACAM OS PERSONAGENS
21 MÎR SENDO ATACADO
22 CONTRAMÁGICA NEUTRALIZA MAGIAS INIMIGAS
23 NOVA FISSURA NA MURALHA
24 CONTRAMÁGICA NEUTRALIZA MAGIAS INIMIGAS
25 CAPITÃO INIMIGO DERRUBADO
27 ATAQUE ARCANO EM MASSA
28 CAPITÃO INIMIGO DERRUBADO
29 BOLAS DE FOGO INIMIGAS
30 ATAQUE ARCANO EM MASSA

De acordo com o resultado do d30, adiciono um marcador positivo (quando o resultado for bom para os personagens) ou um marcador negativo (quando o resultado for ruim para os personagens). Na situação, estipulei como limite temporal abstrato o fim do combate com o dragão. Se nesse ponto houvessem mais marcadores positivos, Stonekeep venceria o cerco. Se houvessem mais marcadores negativos, Stonekeep seria arrasada, independentemente do resultado do combate contra o dragão (que também valeu um marcador positivo). Situações de combate específicas, como as de nº 3, 9, 12 e 21, um (ou mais) personagem poderia se desvencilhar do combate contra o dragão para tentar ajudar o NPC. Se nada fosse feito, no turno seguinte haveria 50% de chance do NPC morrer, e no turno seguinte a probabilidade aumentaria para 75%, o que daria mais um marcador negativo. Caso o NPC fosse ajudado e a ameaça derrotada, o marcador negativo se transformaria em positivo.

No fim, o sistema, apesar de bem básico, funcionou de forma altamente satisfatória, tanto para mim quanto para os jogadores. O dragão foi morto por uma flechada no olho (20 natural + 6 no dado do crítico – que apelidei de dado do destino), e Stonekeep foi vitoriosa no cerco por 8×6.

Anúncios

Um comentário em “Combate em massa pessoalizado

  1. Eu prefiro abordagens simples, embora tenha um certo prazer em ler regras e mais regras de combate em massa rsrsrs.

    Na minha campanha de OD o que eu fiz foi mais ou menos isso, mas o grupo tinha pequenas missoes em campo de batalha. A cada rodada eu usava uma tabela semelhante a sua, mas o sucesso ou fracasso deles nas missões dava bonus ou penalidade nessas rolagens.

    Exemplo de missões que usei:

    – Inutilizar uma catapulta ou outra maquina de guerra inimiga em 5 rodadas.
    – Abrir um caminho secundário/furtivo/oposto ao esperado para tropas surpresa em 10 rodadas
    – Derrotar os 2 gigantes que estão devastando a infantaria em 10 rodadas
    – Proteger o rei por 10 rodadas enquanto o grupo de escolta foge com ele

    etc etc etc.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s