Primeira sessão de playtest do Old Dragon!

30 de Setembro de 2009 21:02

Ok, eu sei que tenho negligenciado vocês, caros leitores. Mas é por uma boa causa, estamos na reta final da versão basic do Old Dragon e todos os meus esforços estão direcionados a ele, deixando tanto o Vorpal quanto a Über Dungeon de lado.

Segunda-feira aconteceu a primeira sessão de playtest do Old Dragon, que também deu início à minha nova campanha sandbox. Como fui meio que pego de surpresa, pois imaginava que iríamos jogar apenas na terça-feira, saí como um louco atrás de uma dungeon pronta para usar; acabei usando esta.

Mas não é sobre qual dungeon usei que eu quero falar, quero falar sobre a primeira sessão de Old Dragon. Nessa sessão tive apenas dois jogadores (meu grupo se desmantelou por causa de compromissos da vida), mas acredito que na próxima teremos um jogador novo.

Foi bem interessante a dinâmica desses jogadores, porque eles vêm de escolas totalmente diferentes de RPG. Um deles começou a jogar na mesma época que eu, com o Basic D&D, então já sabia como a coisa funcionava. O outro começou a jogar com a 3.5, na minha campanha de Greyhawk e… “como assim não tem ataques de oportunidade?” Mas ele é um cara bem criativo e logo já estava inventando loucuras.

O sistema fluiu muito bem, e, mesmo com as novidades em termos de regra, os jogadores pegaram rápido a manha do jogo. Optei por não usar a regra de iniciativa que considera a velocidade das armas, preferi acelerar o combate rolando a iniciativa alternativa (1d6, o mais alto joga primeiro). Também tive a oportunidade de ver um erro terrível que estava deixando passar, no que diz respeito ao ouro inicial dos personagens. Um deles, depois de ter rolado o ouro e enquanto escolhia o equipamento falou: “puxa, quase posso comprar um barco!”

A trama da história era simples. Goblins atacavam a cidade e o prefeito pagava peças de ouro por cabeças decapitadas desses monstrinhos nojentos. Os jogadores entraram à la loca na dungeon e tomaram uma surra. Voltaram para a cidade, se curaram e foram de novo. Nova surra.

Quando resolveram ser mais cuidadosos, acabaram libertando uma criatura alienígena que estava presa há séculos e, ao sair, causou a destruição da dungeon e de todo o vale. Essa criatura é muito semelhante àquela hera vermelha do Guerra dos Mundos. Frente a isso, o que restou aos jogadores? Fugir, oras.

No fim, a sessão foi um sucesso. Os jogadores se divertiram muito, que foi o que contou no final das contas. Estou ansioso para a continuação da campanha!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s