Post completo: Tarrasque

20 de Julho de 2009 23:33

De todos os monstros do D&D, o meu favorito sempre foi e sempre será o Tarrasque. Na minha campanha em Greyhawk, o grupo enfrentou o bichão e foi inesquecível. Até hoje o guerreiro do grupo se gaba por ter causado 210 pontos de dano no Tarrasque, levando-o a -193.

Fisiologia: Pela sua estrutura corporal, o Tarrasque é facilmente confundido com um dinossauro. Com mais de 50 feet de altura e medindo pelo menos 70 feet do nariz até a ponta da causa, o Tarrasque se move de forma semelhante a um tiranossauro, apesar de possuir os membros superiores consideravelmente mais desenvolvidos. Cobrindo o dorso do Tarrasque fica uma carapaça excepcionalmente grossa coberta de espinhos enormes, finalizando em dois chifres semelhantes na fronte do monstro.

Enquanto os chifres são usados para atacar, a carapaça é utilizada basicamente como defesa – não só contra ataques físicos, mas também contra ataques mágicos. Essa carapaça já foi descrita como parecendo ser de “diamante derretido”, descrição essa que descreve de forma precisa a sua resistência, capacidade refletiva e lisura. Na verdade a carapaça não é feita de diamante, sendo de uma composição única na natureza.

O Tarrasque é capaz de digerir qualquer tipo de matéria orgânica, sendo que a sua imunidade a veneno faz com que não seja afetado por tintas, mofos e a podridão de carne morta. A garganta do Tarrasque se dilata de modo a engolir criaturas inteiras, que são levadas para digestão em três estômagos. Esses estômagos estão dentre as mais eficazes máquinas de destruição no multiverso e poucas coisas – nem mesmo poderosos artefatos – são capazes de suportar seus ácidos.

O estômago superior é um local quente e úmido em que pedras e espinhos internos esmigalham grandes objetos; suas paredes são extremamente fortes, cujos músculos esmagam e trituram itens engolidos. Esse estômago é capaz de triturar grandes rochas e desmembrar corpos.

O estômago central é um caldeirão de ácido corrosivo. Esse ácido é único no multiverso, que possui uma propriedade de disjunção única, chegando a arrancar a magia de itens devorados. Daqui, nada passa inteiro.

O último estômago do Tarrasque é um tubo de calor insuportável, que se contorce e estica em um ritmo insano. Os poucos elementos que conseguiram passar pelos outros estômagos encontram, neste, o seu fim, derretido nos vapores ácidos e sendo absorvidos pela criatura.

Essa complexa digestão demora segundos e, apesar de seu metabolismo acelerado, a grande maioria da energia absorvida é guardada para ser consumida durante as longas hibernações do monstro.

Quando se prepara para hibernar, o Tarrasque se mescla à terra, sem mover uma pedra sequer e sem deixar qualquer tipo de rastro ou de túnel atrás de si.

Enquanto mesclado à terra, o Tarrasque não sufoca, mas entra em um torpor que reduz seus sinais vitais até que a fome o desperte novamente.

Psicologia: Todas as ações do Tarrasque são movidas por apenas uma necessidade: a foma quase insaciável. Ele possui o intelecto semelhante ao de um animal e, instintivamente, vê todas as outras criaturas como comida. Devido às suas capacidades regenerativas, o Tarrasque tem pouco a temer em termos de enfrentamento com outros seres, e até mesmo aqueles capazes de matá-lo não representam nada além de comida.Por isso, o Tarrasque jamais abandona uma batalha, não interessando a forma como irá terminar.

O Tarrasque não é uma criatura maligna. Os únicos seres que efetivamente odeia são aqueles capazes de voar, pois, como o Tarrasque não possui formas de ataque à distância, qualquer criatura capaz de voar além de seu alcance não tem o que temer – um fato que irrita muito o Tarrasque faminto.

Uma vez que tenha satisfeito sua fome – que leva aproximadamente uma semana, período em que come sem parar – a criatura começa a ficar zonza e a se preparar para hibernar. Então, uma vez fora de combate, o Tarrasque busca o mais próximo bloco de pedra grande o suficiente para hibernar por muitos e muitos anos.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s