Lord Soth

10 de Julho de 2009 1:20

Lord Soth, também conhecido como Cavaleiro da Rosa Negra é um Cavaleiro Negro que veste uma armadura de placas de Solamnia. As marcas de batalha maculam os delicados ornamentos da sua armadura, deixando intacta apenas uma rosa negra em seu peito, que acabou se tornando o símbolo de Soth. Essa armadura e o seu manto cobrem inteiramente o corpo do Cavaleir Negro, sendo que apenas o brilho vermelho de seus olhos aparece por trás da proteção do elmo.

Antigamente, Soth era um Cavaleiro da Rosa, a principal ordem de cavaleiros de Solamnia. Sua esposa, Lady Korrine de Gladria, tentou várias vezes dar um herdeiro para Soth, mas com pouco sucesso. Desesperada, a esposa de Soth visitou uma bruxa para ajudá-la com a situação, bruxa essa que concordou em ajudá-la, mas avisou que a criança seria uma representação da alma de Soth. Considerando a alma de Sir Loren Soth pura, a esposa aceitou rapidamente.

Pouco tempo depois, durante uma viagem, a caravana encontrou um grupo de ogros atacando sacerdotizas élficas. Eles mataram os ogros, mas Soth acabou se apaixonando por uma das sacerdotizas, a elfa sivanesti Isolde Denissa e, seduzindo-a, convenceu-a a acompanhá-lo até Dargaard Keep, sua morada, apresentando-a como uma amiga.

No dia em que a esposa de Soth deu a luz, o parto foi extremamente doloroso, levando horas para que a “criança” nascesse. Ela tinha o rosto similar aos dracônicos, com dois braços de um lado e uma perna do outro. A última perna ficava no meio das duas normais, como uma cauda.

Soth se enfureceu, pensando que sua mulher havia lhe traído com algum tipo de demônio e matou ela e a abominação.

Então Soth pediu a Caradoc, seu tenente, para que se livrasse dos corpos e arrumasse tudo para que parecesse que ambos morreram durante o parto. A indiscrição de Soth foi descoberta quando a governanta da elfa confessou aos superiores do cavaleiro que Isolde estava grávida do filho bastardo de Soth. Levado até Palathas, Soth foi julgado pela Corte de Alta Justiça. Nesse julgamento, a corte lançou uma magia sobre Istvan, o homem que conduziu o parto do primeiro filho de Soth. A magia o forçou a dizer a verdade, onde revelou tudo.

Soth foi banido da ordem de cavaleiros e condenado à morte, porém Soth conseguiu escapar.

Perseguido por outros cavaleiros, Soth enlouqueceu, atacando a todos em seu caminho, inclusive Isolde. Quando percebeu o monstro que se tornara, rezou para que Paladine o ajudasse.

Isolde rezou para Mishakal, que a mostrou, no futuro, a destruição que o Rei-sacerdote de Istar estaria prestes a causar sobre Krynn. Ela ficou sabendo que Soth poderia impedir o Cataclisma encontrando o Cetro de Sabedoria Omnisciente e forçando-o nas mãos do Rei-sacerdote. Seriam necessárias muitas tentativas e, em várias delas, Soth morreria e, a cada morte, ele se reergueria mais poderoso, mas receberia a redenção como recompensa, porém, ao final de tudo, morreria.

Isolde contou isso para Soth, que se lançou na busca pelo Cetro, junto com 13 cavaleiros. O Cetro foi encontrado em uma caixa de adamantite dentro de cavernas vulcânicas nas Montanhas Dargaard. A caixa era amaldiçoada e, ao pegar o Cetro, Soth deixou na caixa a sua alma, se tornando um lich. Enquanto seu corpo permanecia animado, sua alma estava na caixa (sua filactéria).

No caminho de volta para casa e ignorando sua situação, Soth encontrou três elfas, que envenenaram sua mente com mentiras sobre infidelidades de sua mulher. Elas contaram que ele fora enviado nessa busca porque Isolde achava que Soth iria morrer, o que seria seu propósito desde o início. Enfurecido, Soth abandonou sua missão e confrontou Isolde logo que o Cataclisma começou. Durante a discussão, um candelabro caiu sobre Isolde e seu filho, ateando fogo em suas vestes. Isolde implorou para que Soth salvasse a criança, mas Soth lhes deu as costas.

Antes de morrer, Isolde o amaldiçoou, falando “você terá o tempo de vida de todas as pessoas que morreram hoje por sua causa!”. Logo após declarar a maldição, a fortaleza explodiu em chamas, matando a todos, exceto Soth, que se tornou um Cavaleiro Negro, e seus seguidores se tornaram mortos-vivos também. As três elfas se tornaram banshees, condenadas a servi-lo para sempre.

Tempos depois, Soth e Caradoc se enfrentaram e, nessa batalha, ambos foram tragados pelas brumas de Ravenloft, levando a alma do Cavaleiro para Baróvia. Em sua busca para retornar, Soth procurou Strahd von Zarovich, o senhor do domínio. Strahd tentou manipular Soth, porém isso custou a vida de um dos dragões vermelhos que guardavam o castelo.

Finalmente, Soth descobriu que Strahd escondia Caradoc e, enfurecido, se lançou contra o vampiro, que não teve alternativa senão libertar Caradoc. Após uma longa perseguição, Soth o alcançou nas bordas das brumas, que tragaram Caradoc.

Com isso, Soth recebeu o domínio Sithicus (terra dos espectros em élfico) das brumas que roubaram sua vingança. Seu novo castelo, Nedragaard Keep, foi feito zombando Dargaard em Krynn, com uma forma sempre mutante, para que Soth não pudesse manter a ordem militarista a que estava habituado.

Durante a Grande Conjunção, conseguiu retornar para Krynn.

A experiência de Soth em Sithicus pouco lhe afetou. Durante sua permanência no Reino do Terror, Soth se viu entrando em mundos paralelos, cada um contendo uma parte de seu passado. Com isso, ele vivia nesses mundos de fantasia, pouco se importando com o mundo além de sua fortaleza.

Há quem diga que a sua recusa em enfrentar seus pecados do passado e voluntariamente se sujeitando à sua maldição acabaram libertando-o das Brumas.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s