Jogando Old Dragon com o pessoal

16 de Outubro de 2010 11:24

Como falei neste post, eu, o Rafael e mais um pessoal nos juntamos para uma tarde de domingo explorando catacumbas e matando monstros.

A aventura era bem simples e direta: os aventureiros (todos no 5º nível) foram contratados para livrar a cidade de um necromante que havia se instalado em uma ruína próxima, que ficava enviando hordas de mortos-vivos que atormentavam os moradores.

Além do Rafael, que jogou com um ladrão, (abaixo vem o relato dele a respeito da sessã0), jogaram o Paulo (clérigo), o Daniel (guerreiro) e o Jean (mago).

A sessão foi bem legal, mas eu notei um choque de gerações na mesa, em especial com relação aos spellcasters da mesa. O que se espera de um spellcaster em um jogo old school é bem diferente do que se espera em um jogo moderno. Os dois personagens se concentraram em magias voltadas para o combate, deixando de lado as magias realmente úteis (se bem que um dos pontos altos da sessão foi o Jean humilhando o grupo inteiro ao conjurar a magia relâmpagos, que matou todos os carniçais que estavam destroçando os aventureiros).

Ora, em um jogo old school, um spellcaster que vai para a dungeon só com magias de combate é que nem um arqueiro com poucas flechas: não dura muito. Mas o Jean teve uma ideia genial ao usar uma esfera flamejante para queimar umas vinhas assassinas que ficavam na borda de um desfiladeiro.

Nessa sessão tive a oportunidade de demonstrar o meu sadismo de mestre ao apresentar uma pit-trap com um cubo gelatinoso no meio. O personagem do Paulo caiu nela e ficou paralisado, derretendo dentro do cubo, tomando dano a valer. Daí jogaram uma garrafa de óleo queimando no cubo, derretendo-o e livrando o Paulo… para cair mais uns 10 metros até o fundo do poço.

Coloquei um puzzle que já usei em minha campanha regular, desvendada de forma magistral pelo grupo como um todo, o que me surpreendeu bastante e teve uma sala que infelizmente não deram muita bola, mas que era um puzzle bem legal, preferindo seguir adiante.

No mais, a minha única reclamação com relação à sessão não é com relação aos jogadores, ao lugar, nada. Estava tudo muito bom. A minha única reclamação é com relação às namoradas dos jogadores, que ficaram pentelhando sem parar e não só me fez cortar a dungeon pela metade, mas também quando, por volta das 19:30, nos obrigaram a parar a sessão sem o showdown final com o necromante.

Que saco, mulherada, arranjem uma vida e nos deixem jogar em paz!

Abaixo, o relato do Rafael e, na sequência, as fotos do evento!

Salve pessoal!

Bom, agora vem a minha parte do relato do jogo.

Após nos reunirmos, criamos os personagens, e devo dizer que a criação de pcs no Old Dragon é muito rápida e fácil, mesmo para os usuários de magia.

Jogamos 3d6, sem re-rolagens, escolhendo para quais atributos os resultados iriam. Nesse momento dei sorte, pois meu menor resultado foi um “10”, com alguns “12”s , um “15” e um “17”.

Não lembro como ficou no final, mas Haffa, o Ladrão, tinha destreza 17 (por causa do ajuste racial – halfling) e 17 de sabedoria (ei, ele tinha bom senso, oras). Me dei mal na hora dos HP: NOVE míseros hps (sendo eu um thief de 5 nivel).

O grupo estava feito: Finno, o Guerreiro; Wulfric, o clérigo de Thor; Maquiavel, o mago; Haffa, o Gatuno (não sei como se escreve o nome dos pcs dos outros, mas na minha ficha ficaram assim).

Não darei detalhes da missão, visto que ela pode futuramente vir a ser publicada, mas basicamente tínhamos que investigar dar cabo de um necromante.

A aventura tem muito elementos que me deixaram com um pé atrás, visto que era uma dungeon mestrada pelo Neme. Isso quer dizer que qualquer bobagem poderia resultar em morte, e de certa forma, era uma das razões para eu não me preocupar em ter apenas 9 hps, visto que muitas vezes a morte é instantânea.

Apesar de ter caído numa pegadinha clássica contra ladrões (não vou revelar, seus curiosos!), acho que me sai bem, visto que não ocupava o lugar de “jogador” há quase 6 anos. Meus colegas de jogo também se saíram muito bem, e infelizmente só lembro o nome do Daniel (porque rima com o meu nome).

Uma pena que tivemos que terminar sem o combate final, visto que as esposas estavam quase acionando os colares que explodiriam nossas cabeças por ficar muito tempo longe de casa. Telefones com respostas tipo “já vai acabar”, “falta só mais um pouquinho”, “já já estarei aí” eram comuns na nossa mesa.

Uma coisa que o Fabiano falou numa postagem dele, é que os jogadores dele tinham medo de usar itens mágicos. Agora eu sei por quê.

A sacada genial pra mim foi o sistema se jogada de proteção do OD. Não existe nada que eu diga que deteste no AD&D, visto que sou praticamente um fanático pelo sistema, mas as Jogadas de Proteção… cara, são um horror! Que coisinha bem nojenta! A jogada única do Old Dragon com certeza entrará nas minhas mesas daqui pra frente.

Algumas partes da aventura eu senti dificuldade, em relação a um dos jogadores: eu queria contratar mais gente (henchman) na cidade, mas o grupo decidiu com apenas dois. Que queria acampar no meio da dungeon, mas ouve relutância do tipo “vamos em frente”. Estávamos sem magias de cura, e o mago sem sua magia de 3º circulo! Que bom que concordaram no fim.

Enfim, foi muito divertido, e recomendo a todos. Notei diferenças em estilo de jogo, de acordo com a edição de D&D que cada um jogava, e só acho uma pena que não temos mais a disponibilidade de nossa adolescência, de virar a noite jogando!

Fotos do evento:

O Jean (de costas), o Rafael e eu, suuuuuuuuuper empolgado com as fotos!

O Daniel, o Jean, o Rafael (interpretando a utilização de uma vara de 3 metros) e o meu nariz.

A primeira sala da dungeon, com um ídolo com um olho de rubi!

As miniaturas do Rafael. Sim, ele tem um beholder.

O Paulo, o Daniel, o Jean e o Rafael.

A esfera flamejante de estimação do Jean, que livrou o grupo de uma bela enrascada!

O mago do Jean trocando uma ideia com uma naga negra.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s