A Espada Diabólica

13 de Março de 2009 12:11

Pra mim existem três autores essenciais para o “clima D&D”: Tolkien, Robert E. Howard e Michael Moorcock. O Moorcock lançou um livro chamado A Espada Diabólica (no original Stormbringer), que está entre as coisas mais geniais que li em termos de fantasia.

A Espada Diabólica conta a história de Elric, um imperador de um reino decadente albino e f’rágil que decidiu abandonar o trono. É muito interessante a quebra de paradigma que Elric proporciona. Na literatura fantástica estamos acostumados com o herói fortão que mata o feiticeiro malvado e salva a mocinha indefesa, certo? Já Elric é um doente que pratica feitiçaria e mata a própria namorada.

Mas o grande trunfo da saga do Campeão Eterno é a espada negra Stormbringer. A Stormbringer é uma arma inteligente que se alimenta das almas daqueles que mata (muitas vezes contra a vontade de Elric).

A históra de Elric é trágica, ele destrói e mata (muitas vezes involuntariamente) todos que ama. O albino tenta resistir aos ímpetos destrutivos de Stormbringer, mas ele é praticamente um escravo da espada. Como ele próprio diz no livro, “Esta espada aqui a meu lado… não pára de me chamar mestre, porém sinto-me seu escravo.”

No cenário do livro ocorre a eterna guerra entre a lei e o caos (já falei sobre ela aqui), e Elric se encontra dividido entre as duas facções, pois a sua ascendência melniboneana é uma das forças caóticas e, por ser uma das encarnações do Campeão Eterno, seu destino o leva para a lei. O resultado disso é que Elric dá as costas para o caos e se alia aos defensores da lei, tornando-se uma espécie de ponto de equilíbrio entre as duas facções.

Acho que cabe uma rápida explicação sobre o que é o Campeão Eterno na mitologia moorcockiana. Na concepção de Michael Moorcock, não vivemos em um universo, mas sim em um multiverso, com diversos planos, camadas de dimensões e mundos alternativos, e em todos as forças do caos enfrentam as forças da lei. Só que essa é uma guerra que nunca pode terminar, pois a lei precisa do caos para existir e vice-versa.

E é aí que entra a força do destino, personificada no Campeão Eterno, um ser que existe em todos os mundos do multiverso e age como uma força de equilíbrio na guerra das facções. Mas o Campeão Eterno não sabe que o que é nem a quem serve, chegando a muitas vezes lutar contra esse papel que lhe foi dado, sem nunca atingir a vitória.

A Espada Diabólica está esgotada há muitos anos no Brasil, mas pode ser facilmente encontrado em sebos (o meu saiu por R$ 5,00!) ou no Estante Virtual.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s