Old Dragon – quinta sessão

Sim, eu sei que tenho sonegado informações a vocês a respeito da campanha de Old Dragon. Mas vamos lá, está na hora de dar uma atualizada no relatório, falando das três últimas sessões.

Na quinta sessão tivemos a entrada de dois personagens novos: Samira, uma bárbara e Aedan, um clérigo.

Samira veio das terras do leste, de navio. No entanto, um pouco antes de chegar à costa, a embarcação foi atacada pelo Kraken, sendo ela a única sobrevivente a chegar a Portown.

Já Aedan já morava na cidade e era aspirante a auxiliar de Zortak, tendo sido preterido em razão de Blob.

Enquanto Samira logo fez amizade com Omir, Altamir e Baichmir, Aedan preferiu uma observação mais distante, se revelando apenas quando o grupo decide partir para Nottinghappens, para investigar os eventos da noite anterior.

Chegando lá, descobrem que a planta que havia sido libertada por Altamir e Baichmir havia destruído a cidade inteira, não deixando sobreviventes. Além disso, a planta não estava mais lá, levando os aventureiros a supor que ela havia sido levada para os céus na noite anterior.

Vasculhando a cidade, encontram uma passagem secreta nas ruínas do templo da cidade, levando para um novo templo, menor e secreto, dedicado aos deuses antigos. No entanto, após entrarem nesse templo, a portinhola se fecha e se tranca, bloqueando a passagem de saída.

Sem opções, os aventureiros seguem pelo caminho que encontraram, se deparando com cinco estátuas misteriosas:

– um humanóide vestindo um manto e segurando uma pedra com uma runa entalhada;

– um humano com trajes reais;

– um humano com o braço esticado para cima;

– um esquimó sem face e

– um menino assoprando algo que deveria estar segurando, mas não estava.

Intrigados e apavorados, os aventureiros não ousam vasculhar muito essas estátuas, seguindo adiante em sua busca. Logo depois, se deparam com três caixas. A primeira caixa tinha como conteúdo uma gema e a segunda uma adaga. Ao abrir a terceira caixa, Omir foi sugado para dentro dela, sendo seguido por Baichmir.

Dentro da caixa, Omir e Baichmir descobrem que lá está aprisionada uma cidade chamada Carcosa, lar de Hastur, um dos deuses antigos.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s