Post completo: Beholder

Depois de duas derrotas consecutivas nas enquetes, finalmente o beholder foi escolhido para estrelar o post completo! Por ironia, foi o post completo que atrasou. Ê, macumba!

Mas isso é passado. O que importa é que chegou a hora do beholder!

Religião: a crença dos beholders credita a criação da espécie a uma divindade conhecida como a Grande Mãe, que teria dado a luz ao primeiro beholder, chamado Kzamnal. Mas a Grande Mãe não é a única divindade cultuada pelos beholders, existe também Gzemnid, irmão de Kzamnal que ascendeu ao status de divindade, que incentiva a ascenção no poder através da aquisição de conhecimentos.

Voo: ao contrário do que se pensa, o voo do beholder não deriva de magia. Vários aventureiros perderam a vida tentando lançar, sem sucesso, a magia “antimagic field” sob a criatura. O beholder é capaz de voar devido a um gás chamado tiusium, mais leve que o ar, que fica armazenado em diversas câmaras ao redor do corpo da criatura.

Os olhos do beholder: o beholder possui um olho central e dez olhos adjacentes, cada um com um poder específico:

O olho central: o olho central dispara um raio de anti-magia, podendo controlar a abrangência desse raio com o abrir ou o fechar da sua pálpebra central. O olho central é consideravelmente útil no covil do beholder, já que a criatura possui a preferência de cercar sua morada com armadilhas mágicas, com o uso do raio de anti-magia, o beholder pode vagar livremente sem se preocupar em disparar alguma sem querer. É sempre importante lembrar que o raio de anti-magia anula os poderes dos outros olhos.

Charm person: geralmente este poder é utilizado contra criaturas solitárias. Com o charm person, o beholder conquista valiosos minutos de um interrogatório tranquilo, onde pode extrair informações da vítima, além de conhecimentos e segredos. Outro uso bastante comum do charm person é para angariar lacaios para trabalhar com escravos amigáveis no covil.

Charm monster: muito semelhante ao charm person, o charm monster é utilizado principalmente para conseguir lacaios para proteção do covil.

Sleep: muitas vezes um beholder precisa viajar por um local onde a população o teme e/ou o odeia. Para não desencadear uma guerra que com certeza perderia, o beholder utiliza o sleep para desabilitar uma eventual testemunha de sua passagem. Muitas vezes essa testemunha também vira uma refeição.

Telekinesis: talvez o principal poder do beholder, a telekinesis serve como a mão da criatura, utilizando-o para pegar e manusear objetos, além de outras formas de interação com o mundo ao redor. A precisão da telekinesis do beholder é lendária, comparando-se aos ofícios do mais proficiente artesão.

Flesh to stone: além do óbvio uso em combate, os beholders utilizam este poder para dar vasão à sua veia artística. Por se considerarem artistas natos, os beholders são bastante exigentes com relação ao material que escolhem, dando sempre preferência à pedra sobre qualquer outro. Normalmente o beholder usa o charm para convencer o alvo para parar em uma pose heróica para, então, transformá-lo em pedra. Outro uso bastante interessante do flesh to stone é o armazenamento de alimentos. Muitas vezes o beholder transforma uma criatura em pedra para, dias depois, desfazer o efeito e se alimentar da criatura.

Disintegrate: assim como o flesh to stone, disintegrate possui outros usos além do óbvio durante o combate. O disintegrate muitas vezes é utilizado pelo beholder para ampliar o seu covil mas, o principal uso deste poder é em conjunto com o flesh to stone, para dar detalhes personalizados às suas obras de arte. Diferente dos outros poderes, o beholder não é imune ao disintegrate lançado por outros beholders.

Fear: os beholders usam este poder para intimidar seus lacaios e eventuais invasores.

Slow: o uso deste poder é geralmente empregado ou durante o combate ou quando o beholder decide caçar uma criatura mais rápida que ele.

Cause wounds: este é o principal ataque do beholder durante o combate. Assim como no disintegrate, o beholder não é imune ao cause wounds lançado por outros beholders.

Death ray: outro poder unicamente utilizado para ataque. Mas, diferente do cause wounds, os beholders são imunes a este poder quando lançado por outros beholders.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s